jusbrasil.com.br
17 de Setembro de 2019
    Adicione tópicos

    Plenário Virtual: TJPR lançará nova funcionalidade no Projudi

    Tribunal de Justiça do Paraná
    há 25 dias

    Plenário Virtual: TJPR lançará nova funcionalidade no Projudi
    Ferramenta agilizará a troca de informações entre os Desembargadores e dará mais rapidez aos julgamentos e às sessões, contribuindo para o alcance da Justiça
    Sex, 23 Ago 2019 16:23:21 -0300

    O “Plenário Virtual”, nova funcionalidade do sistema de Processo Judicial Digital (Projudi), será implantado pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) em todos os colegiados de julgamento da instituição. A ferramenta foi desenvolvida pelo Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação (DTIC) com o objetivo de facilitar o andamento das sessões e otimizar a prestação jurisdicional. Nesse Plenário, o julgamento não exige a presença física dos magistrados, já que o conhecimento do teor dos votos de cada um deles e a decisão ocorrerão online. A utilização da ferramenta será discutida na Sessão do Tribunal Pleno marcada para o dia 26 de agosto, quando estarão reunidos todos os Desembargadores do Poder Judiciário Estadual.

    A nova ferramenta permite que, dentro do Projudi, os magistrados acessem os votos dos componentes do quórum, sem a necessidade de levar a questão para a sessão presencial, e, assim, cheguem à decisão mais adequada ao feito. É possível, no ambiente online, indicar se o processo possui uma divergência não resolvida, se é necessário estender o número de participantes na votação e, até mesmo, se a questão será levada para uma nova sessão de julgamento tradicional (presencial).

    Uma nova opção de julgamento

    O “Plenário Virtual” é uma opção de formato de julgamento à disposição do 2º grau de jurisdição. Ele servirá, principalmente, para a apreciação de questões que não precisam, necessariamente, ser levadas para a sessão presencial, uma vez que não há interesse das partes em acompanhar a votação ou em sustentar oralmente. Assim que um feito for pautado no “Plenário Virtual”, o advogado terá cinco dias para solicitar que o julgamento seja realizado presencialmente.

    Treinamento

    A atuação dos servidores que trabalham como secretários de sessões e também dos magistrados de 2º grau será fundamental para o sucesso da ferramenta. Caso ela seja aprovada no Tribunal Pleno, em setembro, todos aqueles que atuam nos julgamentos passarão por treinamentos para que se familiarizem com o “Plenário Virtual”, funcionalidade capaz de promover uma prestação jurisdicional mais simples e, também, mais célere.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)