jusbrasil.com.br
16 de Outubro de 2019
    Adicione tópicos

    Tribunal de Justiça recebe a visita de estudantes com deficiência

    Tribunal de Justiça do Paraná
    há 5 meses

    Tribunal de Justiça recebe a visita de estudantes com deficiência
    As atividades fazem parte de iniciativa que busca divulgar noções básicas sobre direitos e cidadania às crianças do ensino fundamental
    Qua, 15 Mai 2019 19:20:18 -0300

    O Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) recebeu, na manhã desta quarta-feira (15/5), a visita de 54 alunos da Escola Nilza Tartuce que possuem deficiência intelectual e múltipla, com idades entre 10 e 15 anos. As atividades fazem parte do Programa “Justiça e Cidadania Também se Aprendem na Escola”, desenvolvido pela 2ª Vice-Presidência do TJPR.

    Os estudantes foram recebidos pela equipe que desenvolve o projeto e também pelo Juiz Carlos Alberto Costa Ritzmann. No Palácio da Justiça, eles tiveram a oportunidade de conhecer o gabinete da Presidência do TJPR e o Museu da Justiça, que preserva a memória do Judiciário paranaense com um acervo variado de objetos e documentos históricos.

    No auditório do Tribunal Pleno, os estudantes conheceram um pouco mais sobre funcionamento do 2º grau de jurisdição do TJPR. O Juiz Carlos Alberto Ritzmann explicou aos alunos sobre a composição da Corte, como ocorrem as sessões de julgamento, e de que forma os magistrados ingressam na carreira. “Procuramos transformar tudo isso em um linguajar simples para que eles possam compreender qual é a importância do Tribunal e o que fazem as pessoas que estão aqui. Essa é a ideia central”, pontuou.

    Para a Coordenadora Pedagógica da escola, Patrícia Verona de Freitas, os resultados do projeto entre os estudantes têm sido surpreendentes. “Eles estão conseguindo pegar toda a parte técnica que está sendo passada através da Cartilha e das visitas, e transportar para as vivências deles. Eles têm participado bastante, têm trazido muitas dúvidas e fazem um paralelo com a vida deles de forma bem positiva.”

    Conheça o projeto

    O programa “Justiça e Cidadania Também se Aprendem na Escola” foi criado pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) em 1993. No Paraná a iniciativa foi implantada logo no início e o Estado é o único que desenvolveu as atividades do programa de forma ininterrupta durante todo esse período. O objetivo é facilitar e difundir o acesso à Justiça, por meio da divulgação de noções básicas sobre direitos e cidadania às crianças do ensino fundamental de escolas públicas.

    O programa segue algumas etapas no decorrer do ano. Primeiramente são distribuídas cartilhas didáticas sobre o funcionamento da Justiça e sobre questões que envolvam os direitos e os deveres dos cidadãos. Em um segundo momento juízes, promotores e advogados visitam as escolas para promover palestras sobre os temas das cartilhas. Na etapa seguinte, os estudantes têm a oportunidade de visitar a sede do Tribunal de Justiça para conhecer as salas onde são realizadas as sessões de julgamento. Por fim, as escolas desenvolvem atividades culturais com o conteúdo aprendido e, como forma de incentivar ainda mais o conhecimento, os alunos autores dos melhores trabalhos são premiados.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)