jusbrasil.com.br
6 de Julho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Paraná
há 3 anos

Detalhes da Jurisprudência

Órgão Julgador

16ª Câmara Cível

Publicação

16/12/2019

Julgamento

16 de Dezembro de 2019

Relator

Desembargador Luiz Fernando Tomasi Keppen
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Inteiro Teor


Íntegra do Acórdão
Ocultar Acórdão
Atenção: O texto abaixo representa a transcrição de Acórdão. Eventuais imagens serão suprimidas.

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ
16ª CÂMARA CÍVEL - PROJUDI
RUA MAUÁ, 920 - ALTO DA GLORIA - Curitiba/PR - CEP: 80.030-901
Autos nº. 0011734-39.2015.8.16.0021
Apelação Cível nº 0011734-39.2015.8.16.0021
2ª Vara Cível de Cascavel
FUNDO DE INVESTIMENTOS EM DIREITOS CREDITORIOSApelante (s):
MULTISEGMENTOS NPL IPANEMA III - NAO PADRONIZADO
JANE STELA DITZEL GASPARApelado (s):
Relator: Desembargador Luiz Fernando Tomasi Keppen
APELAÇÃO CÍVEL. EXECUÇÃO DE TÍTULO
SENTENÇA DE EXTINÇÃO POREXTRAJUDICIAL –
ABANDONO DA CAUSA. DETERMINAÇÃO DE INTIMAÇÃO
PESSOAL POR SERVIDOR. ATO ORDINATÓRIO COM NÍTIDO
CARÁTER DECISÓRIO EXCLUSIVO DE MAGISTRADO.
INTERPRETAÇÃO DO ART. 93, INCISO XIV, DA CF E ARTS.
152, INCISO VI E 205 DO CPC – NÃO FIXAÇÃO DE
HONORÁRIOS RECURSAIS. SENTENÇA CASSADA DE
OFÍCIO.
1. “Possui reserva de jurisdição a determinação da intimação da parte
para dar prosseguimento ao feito, sob pena de extinção do processo.
Nos termos do art. 93, inciso XIV da CF/88 apenas os atos meramente
ordinatórios são passíveis de delegação a auxiliar do juízo” (TJPR - 15ª
Câmara Cível - 0000035-02.1997.8.16.0112 - Rel.: Shiroshi Yendo -
DJ. 26.04.2018).
2. Somente haverá fixação de honorários recursais, nos termos do que
dispõe o art. 85, § 11º, do CPC/2015, quando o recurso não for
conhecido ou haja o seu desprovimento.
3. Sentença cassada de ofício – Apelação cível julgada prejudicada.
Vistos etc.
I – RELATÓRIO

Trata-se de recurso de APELAÇÃO CÍVEL interposto por FUNDO DE INVESTIMENTOS
EM DIREITOS CREDITORIOS MULTISEGMENTOS NPL IPANEMA III – NAO
PADRONIZADO contra a sentença (mov. 159.1, dos autos originários) proferida na execução
de título extrajudicial, nº 0011734-39.2015.8.16.0021, ajuizada inicialmente por BANCO
SANTANDER (BRASIL) S/A. em face de JANE STELA DITZEL GASPAR, que declarou
extinto o processo, nos termos do art. 485, III do CPC, ante o abandono processual, bem como
condenou a parte apelante ao pagamento das custas e despesas processuais, sem honorários
advocatícios.
Irresignada, a parte apelante requer a reforma da decisão, alegando para tanto, em síntese,
que: por se tratar de demanda executiva não deveria ter sido extinta, mas sim suspensa atéa)
que fossem encontrados bens da apelada passíveis de satisfazer o crédito; em momentob)
algum deixou de promover os atos necessários para o prosseguimento do feito, não estando,
portanto, configurado o abandono; na forma da súmula 240, do colendo Superior Tribunalc)
de Justiça, a extinção do processo por abandono depende de requerimento do réu, o que não
ocorreu no caso dos autos; a extinção do feito constitui medida drástica de rigor excessivo,d)
não se coadunando com os princípios da instrumentalidade das formas e da economia
processual (mov. 169.1, dos autos originários).
Não foram apresentadas contrarrazões.
É o relatório.

II - FUNDAMENTAÇÃO

Presentes os requisitos intrínsecos e extrínsecos, nada obsta o conhecimento do recurso.
Cuida-se de execução de título executivo extrajudicial ajuizada originalmente por BANCO
em detrimento de , porSANTANDER (BRASIL) S/A. JANE STELA DITZEL GASPAR
intermédio da qual pugnou pelo recebimento da quantia aproximada de R$ 176.505,10 (cento
e setenta e seis mil, quinhentos e cinco reais e dez centavos), referente à Cédula de Crédito
Bancário emitida em 14 de fevereiro de 2012, mov. 1.1.
No curso do feito houve a cessão do crédito para FUNDO DE INVESTIMENTOS EM
DIREITOS CREDITORIOS MULTISEGMENTOS NPL IPANEMA III – NAO
PADRONIZADO, ora apelante, sendo deferida a substituição processual do polo ativo, mov.
80.1.
Determinada a intimação do apelante para dar andamento ao feito sob pena de extinção, mov.
113.1, manifestou-se pela realização de pesquisa de bens da apelada via sistemas BACENJUD
e INFOJUD, mov. 124.1.
Intimada para apresentar demonstrativo atualizado de débito, mov. 127, a parte apelante
acostou memória de cálculo no mov. 128.2.
Ato subsequente, foi intimada a pagar as custas para realização da diligência, mov. 135.1,
deixando transcorrer o prazo concedido conforme certificado no mov. 132.in albis
Intimado para dar andamento ao feito, sob pena de extinção, mov. 135, o apelante requereu a
habilitação do seu novo advogado, bem como a dilação do prazo para juntada do comprovante
de recolhimento das custas processuais, mov. 142.1.
Novamente intimado para dar andamento ao feito, mov. 146, quedou inerte, mov. 147, pelo
que houve a suspensão do processo por trinta dias, mov. 148.
Transcorrido o prazo de suspensão e nada sendo requerido pelo apelante, mov. 152, foi
intimado pessoalmente para dar seguimento, sob pena de extinção, mov. 155.2.
Ante o decurso de prazo sem manifestação da parte apelante, mov. 157.1, sobreveio a
sentença de extinção por abandono, mov. 159.1, contra a qual se insurge FUNDO DE
INVESTIMENTOS EM DIREITOS CREDITORIOS MULTISEGMENTOS NPL IPANEMA
, sustentando a necessidade de sua reforma, a fim de que, após aIII - NAO PADRONIZADO
baixa dos autos ao juízo de origem, seja conferido prosseguimento ao feito.
Pois bem. No que concerne à prática de atos ordinatórios, rezam a Constituição Federal, em
seu artigo 93, inciso XIV e o Código de Processo Civil, em seus artigos 152, inciso VI e 205
que:

“ . Lei complementar, de iniciativa do Supremo TribunalCF - Art. 93
Federal, disporá sobre o Estatuto da Magistratura, observados os
seguintes princípios:
(...)
XIV os servidores receberão delegação para a prática de atos de
administração e atos de mero expediente sem caráter decisório;

CPC - Art. 152. Incumbe ao escrivão ou ao chefe de secretaria:
(...)
VI - praticar, de ofício, os atos meramente ordinatórios.

CPC - Art. 205. Os despachos, as decisões, as sentenças e os acórdãos
serão redigidos, datados e assinados pelos juízes”.

Assim, consoante se observa dos mencionados dispositivos, é vedada a prática de atos
ordinatórios que possuam caráter decisório, na medida em que se trata de ato privativo de
magistrado.
Portanto, considerando que a intimação para o fundo de investimentos apelante conferir
prosseguimento ao feito, sob pena de extinção, possui nítido caráter decisório, bem como que
emanou de servidora e não propriamente do magistrado, mov. 144.1, a declaração de nulidade
do ato – de ofício – com a consequente declaração de nulidade da sentença posteriormente
proferida são medidas que se impõem.
No mesmo sentido, são os seguintes precedentes desta corte:

“APELAÇÃO CÍVEL. EMBARGOS À EXECUÇÃO. SENTENÇA QUE
EXTINGUIU O FEITO SEM RESOLUÇÃO DO MÉRITO POR
ABANDONO (ART. 485, INCISO III DO CÓDIGO DE PROCESSO
CIVIL). IRRESIGNAÇÃO DA PARTE EMBARGANTE. 1. INTIMAÇÃO
PESSOAL PARA DAR ANDAMENTO AO FEITO, SOB PENA DE
EXTINÇÃO REALIZADA POR ATO DA SECRETARIA.
IMPOSSIBILIDADE. ATO QUE NÃO SE ENQUADRA COMO
MERAMENTE ORDINATÓRIO. ARTIGO 93, INCISO XIV.
NECESSIDADE DE PRONUNCIAMENTO JUDICIAL ANTE O
CARÁTER DECISÓRIO DA INTIMAÇÃO. ARTIGO 205 DO CÓDIGO
DE PROCESSO CIVIL. PRECEDENTES DESTE EGRÉGIO
2. ADEMAIS, EXTINÇÃO POR ABANDONOTRIBUNAL DE JUSTIÇA.
QUE DEPENDE DE REQUERIMENTO EXPRESSO DA PARTE
CONTRÁRIA, INTEGRANTE DA LIDE, A TEOR DA SÚMULA 240 DO
SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA. IMPOSSIBILIDADE DE
EXTINÇÃO DE OFÍCIO, AINDA QUE CONSTATADA A INÉRCIA
ENSEJADORA DO RECONHECIMENTO DO ABANDONO. SENTENÇA
ANULADA COM DETERMINAÇÃO DE REGULAR
PROSSEGUIMENTO DO FEITO. RECURSO CONHECIDO E
PROVIDO”.
(TJPR - 13ª Câmara Cível - 0003047-43.2011.8.16.0044 - Rel.: Francisco
Eduardo Gonzaga de Oliveira - DJ. 13.08.2018) (negritei).

“APELAÇÃO CÍVEL. EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL.
EXTINÇÃO POR ABANDONO. INOCORRÊNCIA. ART. 485, III, DO
CPC. INTIMAÇÃO DE ATO ORDINATÓRIO ASSINADO POR
SERVIDOR DO CARTÓRIO. NULIDADE. DELIBERAÇÃO
. INTIMAÇÃO PESSOAL DO EXEQUENTE SEMPRIVATIVA DO JUIZ
EXPRESSA MENÇÃO A EXTINÇÃO DO PROCESSO SEM RESOLUÇÃO
DE MÉRITO. DECISÃO SURPRESA. AUSÊNCIA DE INTENÇÃO EM
ABANDONAR A CAUSA. Sentença cassada. Apelação prejudicada”.
(TJPR - 16ª Câmara Cível - 0010722-79.2017.8.16.0001 - Curitiba - Rel.:
Paulo Cezar Bellio - DJ. 20.06.2018) (negritei).

“APELAÇÃO CÍVEL – EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL –
INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONFISSÃO E COMPOSIÇÃO DE
DÍVIDA. I. INTIMAÇÃO DA PARTE PARA DAR ANDAMENTO AO
FEITO, SOB PENA DE EXTINÇÃO. INICIATIVA DO SERVIDOR. ATO
QUE NÃO PODE SER CONSIDERADO COMO MERAMENTE
ORDINATÓRIO. INEXISTÊNCIA DO ATO. NULIDADE DA SENTENÇA.
RESERVA JURISDICIONAL. Possui reserva de jurisdição a
determinação da intimação da parte para dar prosseguimento ao feito,
sob pena de extinção do processo. Nos termos do art. 93, inciso XIV da
CF/88 apenas os atos meramente ordinatórios são passíveis de
APELAÇÃO CÍVEL CONHECIDA Edelegação a auxiliar do juízo.
PROVIDA”.
(TJPR - 15ª Câmara Cível - 0000035-02.1997.8.16.0112 - Rel.: Shiroshi
Yendo - DJ. 26.04.2018) (negritei).

“APELAÇÃO CÍVEL. EXECUÇÃO DE TÍTULO
EXTRAJUDICIAL.SENTENÇA DE EXTINÇÃO DO PROCESSO, SEM
RESOLUÇÃO DO MÉRITO, SOB FUNDAMENTO DE ABANDONO DA
CAUSA (ART. 485, III, DO CPC/15). INTIMAÇÃO DE ATO
ORDINATÓRIO ASSINADO POR SERVIDOR DO CARTÓRIO.
INTELIGÊNCIANULIDADE. DELIBERAÇÃO PRIVATIVA DO JUIZ.
DO ART. 205 DO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL DE 2015.
SENTENÇA CASSADA, COM DETERMINAÇÃO DE BAIXA DOS
AUTOS À VARA DE ORIGEM PARA REGULAR PROSSEGUIMENTO.
RECURSO CONHECIDO E PROVIDO”.
(TJPR - 16ª Câmara Cível - AC - 1731079-3 - Rel.: Vania Maria da S
Kramer - Unânime - DJ. 22.01.2018) (negritei).

Outrossim, deixo de arbitrar honorários recursais eis que o caso é de cassação da sentença.

III – DISPOSITIVO

Do exposto, voto no sentido de , a fim de:cassar a sentença de ofício a) declarar a nulidade
do ato que determinou a intimação da parte apelante para dar prosseguimento ao feito, sob
pena de extinção e, via de consequência, da sentença de extinção proferida; determinar ab)
baixa dos autos para posterior prosseguimento; e c) declarar como prejudicada a análise da
, nos termos da fundamentação supra.apelação interposta

Ante o exposto, acordam os Desembargadores da 16ª Câmara Cível do TRIBUNAL DE
JUSTIÇA DO PARANÁ, por unanimidade de votos, em julgar ANULADA (O) A (O)
SENTENÇA/ACÓRDÃO o recurso de FUNDO DE INVESTIMENTOS EM DIREITOS
CREDITORIOS MULTISEGMENTOS NPL IPANEMA III - NAO PADRONIZADO.
O julgamento foi presidido pelo (a) Desembargador Lauro Laertes De Oliveira, com voto, e
dele participaram Desembargador Luiz Fernando Tomasi Keppen (relator) e Juiz Subst.
2ºgrau Marco Antonio Massaneiro.

13 de dezembro de 2019
Desembargador Luiz Fernando Tomasi Keppen
Relator

Disponível em: https://tj-pr.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/832300814/processo-civel-e-do-trabalho-recursos-apelacao-apl-117343920158160021-pr-0011734-3920158160021-acordao/inteiro-teor-832300823