jusbrasil.com.br
30 de Junho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Paraná TJ-PR - Apelação Cível: AC 6382421 PR 0638242-1

Tribunal de Justiça do Paraná
há 12 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

AC 6382421 PR 0638242-1

Órgão Julgador

7ª Câmara Cível

Publicação

DJ: 445

Julgamento

6 de Julho de 2010

Relator

Denise Hammerschmidt

Documentos anexos

Inteiro TeorAC_6382421_PR_1307583983262.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DE RESTITUIÇÃO DE PARCELAS PAGAS. ENRIQUECIMENTO SEM CAUSA. RELAÇÃO DE CONSUMO. PRAZO PRESCRICIONAL. ANTINOMIA. CRITÉRIO DA ESPECIALIDADE. NORMA ESPECIAL PREVALECE SOBRE NORMA GERAL. APLICAÇÃO DO PRAZO PRESCRICIONAL PREVISTO NO CÓDIGO CIVIL. OCORRÊNCIA DA PRESCRIÇÃO. DECISÃO MANTIDA. RECURSO DESPROVIDO.

1. Ainda que no caso em tela se verifique uma relação de consumo que possibilita a aplicação do Código de Defesa do Consumidor, a legislação consumerista dispõe de maneira genérica sobre o tema, ao passo que o Código Civil possui uma norma que determina de modo específico sobre a prescrição em casos de ressarcimento por enriquecimento ilícito, restando claro, pelos critérios de solução de conflitos de normas, que o prazo a ser aplicado é o do Código Civil.

Acórdão

ACORDAM os Magistrados integrantes da Sétima Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná, por unanimidade de votos em negar provimento a Apelação e manter a sentença em sede de reexame necessário.
Disponível em: https://tj-pr.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/19482104/apelacao-civel-ac-6382421-pr-0638242-1

Informações relacionadas

Joilson Junior de Melo, Estudante de Direito
Artigoshá 3 anos

Portar arma de fogo sendo produto de crime: receptação ou porte ilegal ou os dois? Parte 2

Matheus Honorio, Advogado
Artigosano passado

A prisão preventiva de ofício na Lei 11.340/06.

Gabriela Macêdo, Advogado
Artigosano passado

Alienação fiduciária em garantia nas relações de consumo.

Bruno Ventureli, Advogado
Artigoshá 6 anos

Princípio da especialidade: Prevalência é o mesmo que força?

Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região
Jurisprudênciahá 7 anos

Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região TRT-24: 002XXXX-88.2014.5.24.0005