jusbrasil.com.br
18 de Agosto de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Paraná TJ-PR - Embargos de Declaração: ED XXXXX-48.2014.8.16.0014 Londrina XXXXX-48.2014.8.16.0014 (Acórdão)

Tribunal de Justiça do Paraná
ano passado

Detalhes da Jurisprudência

Processo

Órgão Julgador

4ª Câmara Cível

Publicação

Julgamento

Relator

Astrid Maranhão de Carvalho Ruthes

Documentos anexos

Inteiro TeorTJ-PR_ED_00475434820148160014_91d50.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. APELAÇÃO CÍVEL. IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. ALEGADA OBSCURIDADE QUANTO A EXCLUSÃO DA PENA DE PROIBIÇÃO DE CONTRATAR COM O PODER PÚBLICO. OBSCURIDADE SANADA. ACÓRDÃO PARCIALMENTE REFORMADO. EMBARGOS DE DECLARAÇÃO CONHECIDOS E ACOLHIDOS, COM EFEITOS MODIFICATIVOS. (TJPR - 4ª C.

Cível - XXXXX-48.2014.8.16.0014 - Londrina - Rel.: DESEMBARGADORA ASTRID MARANHÃO DE CARVALHO RUTHES - J. 30.03.2021)

Acórdão

I – RELATÓRIO: Trata-se de Embargos de Declaração Cível, opostos em face do Acórdão (mov. 76.1 – Embargos de Declaração 1), por RACHID ZABIAN, assim ementado: EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. APELAÇÃO CÍVEL. IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. ALEGADA OBSCURIDADE QUANTO A EXCLUSÃO DAS PENAS DE SUSPENSÃO DOS DIREITOS POLÍTICOS E PROIBIÇÃO DE CONTRATAR COM O PODER PÚBLICO. OBSCURIDADE SANADA. OMISSÃO QUANTO AO TERMO INICIAL DOS JUROS DE MORA. INOCORRÊNCIA VISTO O RECURSO DE APELAÇÃO NÃO TER A ALEGADA TESE. MATÉRIA DE ORDEM PÚBLICA. POSSIBILIDADE DE ANÁLISE DE OFÍCIO. TERMO INICIAL DOS JUROS DE MORA A PARTIR DO TRÂNSITO EM JULGADO DA SENTENÇA. PRECEDENTES. ACÓRDÃO PARCIALMENTE REFORMADO. EMBARGOS DE DECLARAÇÃO CONHECIDOS E PARCIALMENTE ACOLHIDOS, COM EFEITOS MODIFICATIVOS. Inconformado, Rachid Zabian, opôs o presente recurso (mov. 1.1 – 2º Grau), em síntese: A) obscuridade para que conste expressamente o afastamento da pena de proibição de contratar com o Poder Público. A Procuradoria Geral de Justiça manifestou parecer no sentido do acolhimento do recurso (mov. 7.1 – 2º Grau). É a breve exposição. II – VOTO E SUA FUNDAMENTAÇÃO: Encontra-se presente os pressupostos de admissibilidade extrínsecos (tempestividade; regularidade formal, inexistência de fato impeditivo ou extintivo ao direito de recorrer) e intrínsecos (legitimidade para recorrer; interesse de recorrer; cabimento), merecendo ser conhecido o recurso. A parte embargante alega existência contradição no julgado para que conste expressamente o afastamento das penas de suspensão dos direitos políticos e proibição de contratar com o Poder Público. Razão lhe assiste. Extrai-se (mov. 76.1 – Embargos de Declaração 1) a seguinte redação: Devendo passar a constar (mov. 162.1 – Apelação Cível): “(...). Quanto aos apelantes 3, nota-se que a pena se encontra desproporcional, devendo, portanto, ser minorada. Assim, condena-se os apelantes 3, cada um, ao pagamento de multa civil de cinco vezes o valor da maior remuneração percebida pelos agentes públicos envolvidos, excluindo a pena de suspensão dos direitos políticos do embargante RACHID ZABIAN, e excluir a pena de proibição de contratar com o Poder Público, da empresa embargante. Posto isso, manifesta-se o voto no sentido de conhecer e negar provimento aos recursos de apelações 1 e 2 e dar parcial provimento ao recurso de apelação 3, para condenar os apelantes 3, cada um, ao pagamento de multa civil de cinco vezes o valor da maior remuneração percebida pelos agentes públicos envolvidos, excluindo a pena de suspensão dos direitos políticos do embargante RACHID ZABIAN, e excluir a pena de proibição de contratar com o Poder Público, da empresa embargante.(...)”. Devendo passar a constar (mov. 76.1 – Embargos de Declaração 1): “(...).Quanto aos apelantes 3, nota-se que a pena se encontra desproporcional, devendo, portanto, ser minorada. Assim, condena-se os apelantes 3, cada um, ao pagamento de multa civil de cinco vezes o valor da maior remuneração percebida pelos agentes públicos envolvidos, excluindo a pena de suspensão dos direitos políticos, bem como a pena de proibição de contratar com o Poder Público do embargante RACHID ZABIAN, e excluir a pena de proibição de contratar com o Poder Público, da empresa embargante.Posto isso, manifesta-se o voto no sentido de conhecer e negar provimento aos recursos de apelações 1 e 2 e dar parcial provimento ao recurso de apelação 3, para condenar os apelantes 3, cada um, ao pagamento de multa civil de cinco vezes o valor da maior remuneração percebida pelos agentes públicos envolvidos, excluindo a pena de suspensão dos direitos políticos, bem como a pena de proibição de contratar com o Poder Público do embargante RACHID ZABIAN, e excluir a pena de proibição de contratar com o Poder Público, da empresa embargante.(...)”. Posto isso, manifesta-se o voto no sentido de conhecer e acolher os embargos de declaração, com efeitos modificativos, para aclarar a contradição.
Disponível em: https://tj-pr.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1249106631/embargos-de-declaracao-ed-475434820148160014-londrina-0047543-4820148160014-acordao

Informações relacionadas

Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios TJ-DF - Agravo de Instrumento: AGI XXXXX-49.2013.8.07.0000 DF XXXXX-49.2013.8.07.0000

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul
Jurisprudênciaano passado

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Agravo de Instrumento: AI XXXXX-40.2020.8.21.7000 TAQUARA

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul
Jurisprudênciahá 11 anos

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Embargos de Declaração: ED XXXXX RS

Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios TJ-DF - Apelação Cível: APC XXXXX

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul
Jurisprudênciaano passado

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Embargos de Declaração Cível: EMBDECCV XXXXX-47.2021.8.21.7000 RS