jusbrasil.com.br
4 de Dezembro de 2016
    Adicione tópicos

    TJ-PR - Habeas Corpus Crime : HC 4393091 PR 0439309-1

    HABEAS CORPUS. - DELITO CONTRA A ORDEM TRIBUTÁRIA (ART. ,I E II, DA LEI 8.137/90). - AÇÃO CÍVEL PARA DESCONSTITUIÇÃO DO DÉBITO EM TRÂMITE. - ARGUIÇÃO DE NÃO RESPONSABILIDADE, DO PACIENTE, PELO DÉBITO TRIBUTÁRIO. - MÉRITO DA MATÉRIA TRIBUTÁRIA AINDA NÃO DECIDIDA NA ESFERA CÍVEL. - DENÚNCIA OFERECIDA E RECEBIDA. - IMPOSSIBILIDADE.- CRIMES MATERIAIS QUE SE CONSUMAM COM A PRODUÇÃO DO RESULTADO. - CONDIÇÃO OBJETIVA DO TIPO. - NÃO CONSTITUIÇÃO DEFINITIVA DO DÉBITO TRIBUTÁRIO. NULIDADE ABSOLUTA, 'AB INITIO'. ORDEM CONCEDIDA APENAS AO PACIENTE FRANCISCO RAIMUNDO DA SILVA.

    Tribunal de Justiça do Paraná
    há 9 anos
    Processo
    HC 4393091 PR 0439309-1
    Orgão Julgador
    2ª Câmara Criminal
    Publicação
    DJ: 7497
    Julgamento
    8 de Novembro de 2007
    Relator
    Lidio José Rotoli de Macedo

    Ementa

    HABEAS CORPUS. - DELITO CONTRA A ORDEM TRIBUTÁRIA (ART. ,I E II, DA LEI 8.137/90). - AÇÃO CÍVEL PARA DESCONSTITUIÇÃO DO DÉBITO EM TRÂMITE. - ARGUIÇÃO DE NÃO RESPONSABILIDADE, DO PACIENTE, PELO DÉBITO TRIBUTÁRIO. - MÉRITO DA MATÉRIA TRIBUTÁRIA AINDA NÃO DECIDIDA NA ESFERA CÍVEL. - DENÚNCIA OFERECIDA E RECEBIDA. - IMPOSSIBILIDADE.- CRIMES MATERIAIS QUE SE CONSUMAM COM A PRODUÇÃO DO RESULTADO. - CONDIÇÃO OBJETIVA DO TIPO. - NÃO CONSTITUIÇÃO DEFINITIVA DO DÉBITO TRIBUTÁRIO. NULIDADE ABSOLUTA, 'AB INITIO'. ORDEM CONCEDIDA APENAS AO PACIENTE FRANCISCO RAIMUNDO DA SILVA.

    I. Os crimes contra a Ordem Tributária tipificados nos incisos I a V do artigo da Lei nº 8.137/90 são classificados como crimes materiais - que se consumam, portanto, com a produção do resultado. Logo, somente após a averiguação deste, que se concretiza, in casu, com o trânsito em julgado da ação ajuizada pelo paciente no Juízo Cível, é que se poderá verificar a ocorrência da consumação daqueles delitos.

    II. É flagrante a falta de justa causa para instauração da Ação Penal, ante a existência de ação ordinária pendente de julgamento, não havendo, portanto, o lançamento definitivo, referente ao suposto débito tributário. (Precedentes do Supremo Tribunal Federal, do Superior Tribunal de Justiça e desta Câmara).

    III. "Na linha do que vem delineando o Supremo Tribunal Federal, somente é possível o início da ação penal em relação a crime de sonegação quando o procedimento administrativo em curso for definitivamente concluído, já que discutível, ainda, o lançamento tributário. In casu, comprova-se nos autos a controvérsia administrativo-fiscal, por onde a nova interpretação da Suprema Corte vem autorizando o trancamento da ação penal. Recurso provido para trancar a ação penal em relação ao crime de sonegação fiscal (art. , I, da Lei n.º 8.137/90)..." (STJ, RHC 16.750/SP, Quinta Turma, Rel. Min. José Arnaldo da Fonseca, DJ: 14.03.2005).

    Veja essa decisão na íntegra
    É gratuito. Basta se cadastrar.
    Disponível em: http://tj-pr.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/6254416/habeas-corpus-crime-hc-4393091-pr-0439309-1

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)