jusbrasil.com.br
6 de Dezembro de 2016
    Adicione tópicos

    TJ-PR : 8558474 PR 855847-4 (Acórdão)

    AÇÃO DECLARATÓRIA DE INEXIGIBILIDADE DE CHEQUES, CANCELAMENTO DE PROTESTO E INDENIZAÇÃO ­ SENTENÇA DE PROCEDÊNCIA ­ INTERPOSIÇÃO DE RECURSOS DE AMBAS AS PARTES - CONHECIMENTO DO RECURSO DO BANCO/RÉU COM FUNDAMENTAÇÃO DESTINADA À REFORMA DA SENTENÇA - PRINCÍPIO DA DIALETICIDADE E CUMPRIMENTO AO DISPOSTO NO INC. II DO ART. 514 DO CPC ­ EFEITO TRANSLATIVO DO RECURSO E ANÁLISE DE MATÉRIA COGNOSCÍVEL DE OFÍCIO ­ ILEGITIMIDADE DO BANCO/RÉU PARA RESPONDER PELOS PEDIDOS DE DECLARAÇÃO DE INEXIGIBILIDADE DE CHEQUES E CANCELAMENTO DE PROTESTO ­ RECONHECIMENTO DE OFÍCIO DE INÉPCIA DE PARTE DA PETIÇÃO INICIAL E ANULAÇÃO PARCIAL DA SENTENÇA ­ SUBSISTÊNCIA DE LEGITIMIDADE QUANTO À PRETENSÃO INDENIZATÓRIA ­ CONTA CORRENTE ENCERRADA E DEVOLUÇÃO DE CHEQUES POR TAL MOTIVO ­ CHEQUES DO TALONÁRIO MANTIDO PELO CORRENTISTA POR LONGO PERÍODO APÓS O ENCERRAMENTO DA CONTA ­ FALTA DE CAUTELA AO DEIXAR DE INUTILIZAR ESSE TALONÁRIO ­ AUSÊNCIA DE ATO ILÍCITO POR PARTE DO BANCO QUE SEQUER SABIA DO NOTICIADO FURTO AO PROCEDER A DEVOLUÇÃO DOS CHEQUES ­ REFORMA DA SENTENÇA PARA IMPROCEDÊNCIA DO PEDIDO DE INDENIZAÇÃO, RESTANDO PREJUDICADO O RECURSO DA PARTE AUTORA.

    Tribunal de Justiça do Paraná
    há 4 anos
    Processo
    8558474 PR 855847-4 (Acórdão)
    Orgão Julgador
    15ª Câmara Cível
    Julgamento
    13 de Junho de 2012
    Relator
    Elizabeth M F Rocha
    Andamento do Processo

    Ementa

    AÇÃO DECLARATÓRIA DE INEXIGIBILIDADE DE CHEQUES, CANCELAMENTO DE PROTESTO E INDENIZAÇÃO ­ SENTENÇA DE PROCEDÊNCIA ­ INTERPOSIÇÃO DE RECURSOS DE AMBAS AS PARTES - CONHECIMENTO DO RECURSO DO BANCO/RÉU COM FUNDAMENTAÇÃO DESTINADA À REFORMA DA SENTENÇA - PRINCÍPIO DA DIALETICIDADE E CUMPRIMENTO AO DISPOSTO NO INC. II DO ART. 514 DO CPC ­ EFEITO TRANSLATIVO DO RECURSO E ANÁLISE DE MATÉRIA COGNOSCÍVEL DE OFÍCIO ­ ILEGITIMIDADE DO BANCO/RÉU PARA RESPONDER PELOS PEDIDOS DE DECLARAÇÃO DE INEXIGIBILIDADE DE CHEQUES E CANCELAMENTO DE PROTESTO ­ RECONHECIMENTO DE OFÍCIO DE INÉPCIA DE PARTE DA PETIÇÃO INICIAL E ANULAÇÃO PARCIAL DA SENTENÇA ­ SUBSISTÊNCIA DE LEGITIMIDADE QUANTO À PRETENSÃO INDENIZATÓRIA ­ CONTA CORRENTE ENCERRADA E DEVOLUÇÃO DE CHEQUES POR TAL MOTIVO ­ CHEQUES DO TALONÁRIO MANTIDO PELO CORRENTISTA POR LONGO PERÍODO APÓS O ENCERRAMENTO DA CONTA ­ FALTA DE CAUTELA AO DEIXAR DE INUTILIZAR ESSE TALONÁRIO ­ AUSÊNCIA DE ATO ILÍCITO POR PARTE DO BANCO QUE SEQUER SABIA DO NOTICIADO FURTO AO PROCEDER A DEVOLUÇÃO DOS CHEQUES ­ REFORMA DA SENTENÇA PARA IMPROCEDÊNCIA DO PEDIDO DE INDENIZAÇÃO, RESTANDO PREJUDICADO O RECURSO DA PARTE AUTORA.

    Decretação de ofício de inépcia de parte da petição inicial e anulação parcial da sentença; apelação (1) provida, restando prejudicada a apelação (2).

    Veja essa decisão na íntegra
    É gratuito. Basta se cadastrar.
    Disponível em: http://tj-pr.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/21898444/8558474-pr-855847-4-acordao-tjpr

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)